segunda-feira, 17 de maio de 2010

O Temperamento Fleumático

O temperamento fleumático é calmo, frio, vagaroso, fácil de tratar e bem equilibrado. Para o fleumático, a vida é uma experiência feliz, tranqüila e agradável, na qual ele evita, o mais que puder, o envolvimento com os outros.
O Sr. Fleumático raras vezes se deixa perturbar, e raras vezes dá expressão á irritação ou ao riso. É o tipo de temperamento equilibradamente coerente. Sob uma personalidade fria, reticente, quase tímida, o Sr. Fleu-mático tem uma boa combinação de capacidades. Sente muito mais emoção do que aparenta e tem uma grande capacidade de apreciar as belas artes e as melhores coisas da vida.
Por gostar das pessoas, não faltam amigos a ele. Tem um senso de humor seco, capaz de levar a multidão às gargalhadas, enquanto que ele não esboça um sorriso. Tem a capacidade singular de ver coisas engraçadas nos outros e nas coisas que fazem. Sua capacidade mental de reter as coisas faz dele um bom imitador — e ele se diverte ao provocar ou fazer troça dos outros tipos de temperamento. Aborrecido pelo entusiasmo sem objetivo e inquieto do sangüíneo, muitas vezes expõe a futilidade de sua atitude. Irritado pelos estados de depressão do melancólico, tende a ridicularizá-lo. Gosta de atirar água fria nos explosivos planos e ambições do colérico.
Tende a ser na vida um espectador e procura não se envolver demasiado com as atividades dos outros. Na verdade, normalmente, é com grande relutância que se sente motivado a qualquer forma de atividade além de sua rotina diária. Isto não significa, porém, que não possa avaliar a necessidade de ação ou as dificuldades dos outros. Ele e o Sr. Colérico podem ver as mesmas injustiças sociais, mas a reação deles é inteiramente diferente. 0 espírito de luta do colérico o levará a dizer: "Vamos organizar uma comissão e fazer uma campanha para dar solução ao problema". Já o Sr. Fleumático provavelmente reagirá por dizer o seguinte: "Essas condições são terríveis! Por que alguém não faz alga a respeito? "
O Sr. Fleumático é constantemente bondoso e compreensivo, mas raras vezes demonstra seus verdadeiros sentimentos. Não procurará ser líder, mas, quando for colocado em tal papel, provará ser capaz, porque tem um efeito conciliador nos outros e é um pacifista natural.
O mundo tem sido muito beneficiado pela natureza benévola do eficiente fleumático. Ele fica bem como diplomata, contador, professor, líder, cientista, ou outro tipo meticuloso de profissional.
A principal fraqueza do fleumático, e a que o impede de desenvolver seu potencial, é a falta de motivação, ou preguiça. Satisfeito em apenas olhar os outros participarem do jogo da vida, faz caçoada deles como uma maneira de proteger-se ou de conservar suas energias. Além do mais, é teimoso, indeciso e medroso.
Geralmente, é fácil de se conviver com ele, mas sua forma descuidada e vagarosa de viver pode ser uma fonte de irritação para um parceiro agressivo. Fleumáticos quase sempre são boa companhia para seus filhos; é mais fácil para eles parar o que estão fazendo e brincar com as crianças do que para os temperamentos ativistas. Muito marido de disposição enérgico dirá de sua esposa fleumática: "Ela é uma esplêndida mulher e mãe, mas não é boa dona de casa". Inversamente, a ótima dona de casa pode ser mãe ineficiente. Ela gostaria de parar e brincar com os filhos, mas o chão precisa ser limpo, as roupas precisam ser lavadas, e. . . Essas reações subconscientes a situações da vida, fazem parte de nossos temperamentos.
O temperamento é uma questão de importância neste estudo sobre "a felicidade conjugal, porque ajuda a esclarecer por qual motivo as pessoas são tão diferentes! E também oferece uma chave para o porque da atração entre os opostos.

O Temperamento Melancólico


O "temperamento negro ou sombrio" geralmente caracteriza o indivíduo melancólico. O melancólico é analítico, abnegado e um perfeccionista dotado de natureza emocional extremamente sensível. Ninguém aprecia melhor as belas-artes do que o melancólico.
Por natureza, é propenso a ser introvertido, mas, por se deixar dominar pelas emoções, possui humor variável.
Em algumas ocasiões, esse humor o elevará a um estado de êxtase, que o fará agir da maneira mais extrovertida. Contudo, em outros momentos, tornar-se-á tristonho e deprimido, e, durante esses períodos, se retrai, po­dendo ser até mesmo hostil.
O Sr. Melancólico é amigo de confiança, mas, ao contrário do Sr. Sangüíneo, não faz amizades facil­mente.- Não se esforçará para travar relações com as pessoas; antes, esperará que estas venham a ele. Talvez seja o mais fiel dos temperamentos, pois suas tendências perfeccionistas não lhe permitem ser um relapso ou abandonar as pessoas que dele dependem.
A sua natural relutância em se pôr em evidência não indica que não goste das pessoas, pois, como todos nós, não somente gosta delas como tem forte desejo de ser amado por elas. As decepções tornam-no relu­tante em aceitar as pessoas como elas parecem ser, e, por isso, desconfia quando o procuram ou lhe dão muita atenção.
Sua excepcional capacidade de análise faz com que possua um diagnóstico profundo dos obstáculos e peri­gos de qualquer projeto que ajude a planejar. Essa previsão contrasta de modo acentuado com o tempe­ramento colérico, que raramente prevê os problemas ou dificuldades, mas antes, julga-se capaz de arrostar qualquer situação que surja. Essa característica faz com que o melancólico hesite a iniciar algum projeto novo ou entre em conflito com aqueles que desejam iniciá-lo. Ocasionalmente, quando está em um de seus estados emocionais de êxtase ou inspiração, pode produzir grande obra de arte. Essas realizações, via de regra, são acompanhadas de períodos de grande depressão.
O Sr. Melancólico geralmente encontra seu maior significado na vida através do sacrifício pessoal. Parece ter vontade de sofrer, e buscará uma vocação difícil, que envolva grande sacrifício pessoal. Uma vez que a sua decisão tenha sido tomada, tende a ser muito meticuloso e persistente em alcançar seu objetivo, e provavelmente realizará um grande bem.
O melancólico é dono de grande potencial natural, quando impulsionado pelo Espírito Santo. Muitos dos maiores artistas, músicos, inventores, filósofos, educa­dores e teóricos são de temperamento melancólico.
As fraquezas do indivíduo melancólico são nume­rosas: ele tende a ser egocêntrico, sensível, pessimista, crítico, mal humorado e vingativo. Esse temperamento tem produzido a maior parte dos gênios do mundo e grande parte dos homens imprestáveis, dependendo de a pessoa ter dado ênfase aos seus pontos fortes, ou ter sido vencida por suas fraquezas.
Os melancólicos, geralmente, têm mais problema em fazer um ajustamento emocional com a vida do que outros e, quando esmagados por suas fraquezas, são consumidos por complexos de perseguição, excessivos complexos de culpa, depressão, hipocondria, medos infundados e hostilidade.

O Temperamento Colérico

O temperamento colérico é encontrado no indivíduo explosivo, vivo, ativo, prático e decidido, que tende a ser auto-suficiente, independente, decisivo e de opinião forte, achando fácil fazer decisões por si mesmo, bem como por outros.
O Sr. Colérico gosta de atividade. De fato, para ele vida é atividade. Não precisa ser estimulado, mas, ao contrário, estimula seu ambiente com as suas idéias, planos e ambições inesgotáveis. A sua contínua atividade não é sem objetivo, visto que tem a mente aguçada e prática, capaz de tomar decisões rápidas e de planejar a longo alcance projetos importantes. Ele não vacila sob a pressão do que os outros pensam. Toma uma posição definida sobre os assuntos e, com freqüência, pode ser encontrado lutando por alguma grande causa social.
O colérico raramente se deixa amedrontar por adversidades; na verdade, tendem por encorajá-lo. Possui uma determinação obstinada e freqüentemente acontece ser bem sucedido onde outros falham, não porque os seus planos sejam melhores, mas porque se mantém impulsionado para a frente, ainda depois de outros terem desanimado e abandonado a luta. Se há alguma verdade no ditado que "líderes nascem e não são feitos", então ele nasceu líder.
A natureza emocional do Sr. Colérico é a parte menos desenvolvida do seu temperamento. Ele não simpatiza facilmente com os outros, e nem mostra ou exprime compaixão natural. Na realidade, sempre se embaraça ou se desgosta com as lágrimas de alguém. Aprecia pouco as belas-artes, pois que o seu primeiro interesse está nos valores utilitários da vida.
Reconhece com facilidade as oportunidades, reagindo da mesma forma ao diagnosticar qual o melhor meio de fazer uso delas. Ainda que tenha a mente bem organizada, os detalhes comumente o aborrecem. Não é dado à análise; ao contrário disso, tende a uma avaliação quase que intuitiva. Por conseguinte, se inclina por olhar fixamente para o objetivo para o qual está ele trabalhando, sem enxergar as possíveis armadilhas e obstáculos no caminho. Uma vez que tenha tomado a direção do seu objetivo, tratará sem consideração a quem postar-se no seu caminho.
Tende a ser dominador, e é constantemente considerado um oportunista.
Muitos dos grandes generais e líderes do mundo têm sido coléricos. São bons administradores, homens dotados de idéias, produtores, ditadores ou criminosos, dependendo do seu modelo de moral. Tal como o Sr. Sangüíneo, o indivíduo colérico é extrovertido, posto que um tanto menos intensamente.
Suas fraquezas usualmente fazem dele uma pessoa difícil de se conviver com ela, pois pode ser de temperamento impulsivo, cruel, impetuoso e auto-suficiente. A pessoa com esse temperamento com freqüência é melhor apreciada por amigos e companheiros do que pelos membros de sua própria família.

O Temperamento Sangüíneo



O indivíduo com o temperamento sangüíneo é afe­tuoso, alegre e animado. É naturalmente acolhedor, e as impressões externas o afetam com facilidade. Toma a maior parte de suas decisões baseado mais nas emoções do que no raciocínio.
Ele gosta de gente, não aprecia a solidão, e se sente no auge quando está rodeado de amigos, onde é a "vida da festa". Tem um repertório sem fim de histórias interessantes, as quais conta de maneira dramática, e tanto as crianças quanto os adultos gostam dele, sendo sempre bem-vindo às festas e reuniões sociais.
O Sr. Sangüíneo nunca se embaraça com as palavras; quase sempre fala antes de pensar, mas sua sinceridade aberta tem o efeito de desarmar muitos dos seus ou­vintes, fazendo-os reagir ao seu bom humor. Sua forma de vida exuberante, aparentemente excitada e extro­vertida, transforma-o em objeto de inveja dos tipos mais tímidos de temperamento.
Suas maneiras ruidosas, tempestuosas e amistosas fazem-no parecer mais confiante em si mesmo do que realmente é, mas sua energia e adorável disposição ajudam-no a atravessar as asperezas da vida. Os outros tendem por desculpar as suas fraquezas, dizendo: "Ele é assim mesmo"
O mundo é enriquecido por esses sangüíneos joviais e simpáticos. Eles se tornam bons vendedores, funcio­nários de hospitais, professores, conversadores, atores, oradores e líderes.
O Sr. Sangüíneo geralmente é eleito como "O Homem Indicado para Vencer"; porém, com freqüência, essa predição é falha no tocante a ele. Sua vontade fraca pode torná-lo deficiente e inconstante. Ele tende a ser emocionalmente inquieto; indisciplinado, egoísta e ex­plosivo.

OS OPOSTOS SE ATRAEM

Ele é tudo que ela deseja ser, e ela é exatamente o que ele, no íntimo, gostaria de ser. . .


"Afinal, o que faz com que pessoas como nós se casem? ", perguntou uma senhora crente, depois de treze anos de casada. "Nós temos um irremediável conflito de personalidades! Ambos podemos ficar à vontade e ser corteses quando outros nos cercam, mas quando estamos juntos, parece que expressamos o pior de cada um de nós". Embora este exemplo seja mais extremo do que a maioria dos casais crentes que tenho aconselhado, venho percebendo há anos que personalidades opostas se atraem mutuamente.
Para entender por que essa atração é verdadeira, precisaríamos conhecer o que torna diferentes as pessoas. Muitas sugestões têm sido dadas: bagagem cultural, treinamento, nacionalidade, educação, etc. Essas coisas se relacionam com nossas diferenças, mas também com o temperamento que herdamos. Em meu livro, Temperamento Controlado pelo Espirito, apresento os quatro temperamentos básicos das pessoas e discuto minuciosamente os seus pontos fortes e as suas fraquezas. Meu propósito é mostrar que o Espírito Santo, operando na vida de um crente, é capaz de ajudá-lo a vencer suas fraquezas. Apresentarei aqui uma descrição condensada dos quatro temperamentos, para mostrar porque os opostos se atraem. O temperamento humano é um estudo fascinante! 

Temperamento inclui a combinação de características inatas que, subconscientemente, afetam o comportamento de uma pessoa. Essas características, trazidas pelos genes, incluem inteligência, raça, sexo e muitos outros fatores. As características do temperamento derivam-se de quatro tipos básicos. A maioria de nós é uma mistura de temperamentos, representando as características de pais e avós. Geralmente, um tipo de temperamento predomina num indivíduo; todavia, traços de um ou dois dos outros tipos serão sempre encontrados. Os extrovertidos têm uma predominância sangüínea ou colérica no seu temperamento, enquanto que os introvertidos são, de maneira geral, melancólicos ou fleumáticos.

Qual é o seu temperamento?

"CASADOS MAS FELIZES"


O casamento pode ser a mais feliz, ou a mais me­díocre, ou a mais infeliz das experiências da vida. Deus criou os sexos opostos para se complementarem. Ele quis que homem e mulher se unissem em matrimônio de modo que cada um pudesse dar ao outro aquilo que falta. Mas essas diferenças, que podem comple­mentar e ligar duas pessoas, podem também produzir incompatibilidades que dividem e trazem separação ao invés de unidade. O sexo e o casamento são muitas vezes considerados como algo que se desenvolve natural­mente, mas a prova de que não se trata de uma relação instintiva está na grande infelicidade em que vivem tantos casais. O alto índice de divórcios nos Estados Unidos é evidência de muita infelicidade conjugal.


Nem tudo acontece de maneira perfeita e maravilhosa no casamento como indicam os filmes românticos de Hollywood. Amar e viver com seu cônjuge exige deter­minação e prática diária - e a entrega de si mesmo ao bem estar do outro.


Uma vez que Deus criou o homem e a mulher um para o outro, segue-se que a melhor orientação, para o casamento, se encontra na Bíblia. Deus planejou o matrimônio para o bem do homem: "Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. . . E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso deixa o homem pai e mãe, e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gênesis 2:18,23,24).


O homem foi a única criatura que Deus criou sozinho no jardim; todos os animais foram feitos macho e fêmea. Todavia, os seres humanos foram criados à imagem de Deus (Gênesis 1:26), e receberam uma alma eterna (Gênesis 2:7), e um simples parceiro não era suficiente para as necessidades emocionais e espirituais do homem. Foi por essa razão que Deus planejou que o homem e a mulher fossem bem mais do que parceiros — que fossem auxiliadores. Nisso é que está o segredo de um casamento feliz. Se tudo que duas pessoas têm em comum é o impulso sexual, o seu relacionamento será sempre inadequado, pouco mais satisfatório do que o dos animais. Para que o homem encontre a felicidade no casamento, ele e a esposa precisam cooperar para que as suas diferenças mentais, espirituais, emocionais e fí­sicas se unam num relacionamento harmonioso.


O casal começa a vida conjugal com um amor pro­fundo. Por causa das suas diferenças naturais, que aos poucos vão se tornar mais e mais evidentes, entram conflitos em seu relacionamento. Se eles não aprenderem a resolver esses conflitos, seu amor será substituído por hostilidade e animosidade, reduzindo suas possibi­lidades de um casamento feliz.


Uma das causas mais comuns de distúrbio emocional em nossos dias é o lar. Em vez de os pais experimentarem um amor que contribua para a segurança deles, o que os filhos freqüentemente vêem e sentem são os traumas da hostilidade, do ódio e da animosidade nas duas pessoas que eles mais amam: seu pai e sua mãe. Essa hostilidade produz insegurança emocional nos filhos e fobias que os acompanharão pela vida a fora.



O plano de Deus para a vida do lar é diferente dessa experiência geral. Ele deseja que o lar seja um abrigo de amor, em que marido, mulher e filhos vivam num clima de segurança e aceitação. Com as agitações e a vio­lência fora do lar, cada um de nós precisa de algum lugar na vida em que seja cercado de paz e amor. Deus estabeleceu o lar para ser esse lugar de segurança emocional. Toda pessoa que se casa deseja essa espécie de lar, mas um lar feliz não é obra do acaso. É o resultado de duas coisas: adaptação adequada de um ao outro e incorporação na vida diária dos princípios do casa­mento, os quais foram estabelecidos por Deus na Bíblia.



Os princípios apresentados no livro "CASADOS MAS FELIZES" de Tim Layhaye, são o resultado de estudo e aconselhamento com centenas de casais antes e depois do casamento. Tenho visto "milagres" na vida de casais que se dispuseram a segui-los. Eles alcançaram a felicidade no casamento.



Muitos casais, depois de receberem o aconselhamento anterior ou posterior ao casamento, disseram: "Deseja­ríamos que essas instruções fossem impressas para que pudéssemos levá-las e estudá-las juntos". O desejo deles se realiza agora, com a publicação deste livro. Minha oração é que Deus o use para ajudar muitos casais a se adaptarem um ao outro e a encherem seu lar de amor, calor e compreensão, e que eles, apesar de casados, sejam felizes.





sábado, 15 de maio de 2010

Bring The Rain/ traga a Chuva

Posso contar um milhão de vezes
Pessoas me questionando
Como posso te louvar depois de tudo que passei
A pergunta me espanta
As circunstâncias podem possivelmente
Mudar quem eu sempre fui em Ti
Talvez desde que minha vida mudou
Muito antes desses dias chuvosos
Isso nunca havia passado por minha mente
Virar as costas para Ti, oh Senhor
Meu único refúgio da tempestade
Mas ao invés disso me aproximei mais nesses tempos
Então eu oro

Traga-me alegria, traga-me paz
Traga a chance de ser livre
Traga-me qualquer coisa que Te traga glória
E eu sei que haverá dias
Quando esta vida trará dor
Mas se é isto o que se precisa pra Te louvar
Jesus, traga a chuva

Eu sou teu descuidado das
Nuvens que possam pairar acima de mim
Porque Tu és muito maior que minha dor
Tu que fizeste um caminho para mim
Pelo sofrimento do teu destino
Então me diga o que é um pouco de chuva
Então eu oro

Traga-me alegria, traga-me paz
Traga a chance de ser livre
Traga-me qualquer coisa que Te traga glória
E eu sei que haverá dias
Quando esta vida trará dor
Mas se é isto o que se precisa pra Te louvar
Jesus, traga a chuva

Santo, santo, santo
É o Senhor Deus Todo-Poderoso

E eu canto para sempre

Santo, santo, santo
É o Senhor Deus Todo-Poderoso

Todo mundo cantando

Santo, santo, santo
É o Senhor Deus Todo-Poderoso

Ouvi o nosso grito, Senhor

Ouvi o nosso grito, Senhor, oramos,Rostos no chão, mãos para o alto,Tu nos chamastes, não quisemos atendê-Lo.
Com um navio, naufragamos na fé, por causa de ídolos,Pensamos que fazemos o que é certo aos nossos próprios olhos,Nossos filhos agora, pagam o preço,Nós precisamos da Tua luz, Senhor, brilhe a Tua luz.
Se um dia precisamos tanto de Ti, Senhor, hoje é esse dia, Senhor, é agora.
Imploramos por Sua mão, estamos tentando alcança-la
Todo o nosso coração, toda a nossa força,Com toda a nossa mente, estamos ao seu dispor,Venha nós o Teu Reino, em nossos corações e vidas,Deixe a Sua Igreja se levantar, se avivar!
Nós precisamos de Ti agora.
 Reaviva-nos agora



http://www.youtube.com/watch?v=u2biS7-Tuxw

sexta-feira, 14 de maio de 2010

DESABAFO DE UM BOM MARIDO..


Minha esposa e eu sempre andamos de mãos dadas. Se eu soltar, ela vai às compras.

Ela tem um liquidificador elétrico, uma torradeira elétrica, e uma máquina de fazer pão elétrica. Então ela disse: 'Nós temos muitos aparelhos, mas não temos lugar pra sentar'. Daí, comprei pra ela uma cadeira elétrica.

Eu me casei com a 'Sra. Certa'. Só não sabia que o primeiro nome dela era 'Sempre'.

Já faz 18 meses que não falo com minha esposa. É que não gosto de interrompê-la.

Mas tenho que admitir, a nossa última briga foi culpa minha. Ela perguntou: 'O que tem na TV?' E eu disse 'Poeira'.

No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher. Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso.

Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes, o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim. Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar em casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa. Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e lhe entreguei. '- Quando você terminar de cortar a grama,' eu disse, 'você pode também varrer a calçada.' Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida'.

'O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido...' 
Luís Fernando Veríssimo 

quinta-feira, 13 de maio de 2010

What society...? What harmony....? What Union....?


Will two " walk together? if there are not among them agreement "? (Matheus 3.3) 
Dear Father, I can hardly believe that this is the day of my marriage, I know that I have not been having opportunity of a long time to pass with you, with so many preparations for this day. Please Father forgives me! I also feel a blame little bit when I talk with you on that, since Carlos is not still believing. But, oh Mister, I love him so much! What more I can do? I could not unmake our relationship. Oh Mister, you have to save him/it somehow. You know him/it as I have been praying for him,  with too have been talking about the Gospel. I tried not to seem a religious person because he/she didn't want to scare him. Mister, he is not antagonistic and I don't understand because he didn't still give your life Ei. Oh Mister, if he roots a believer! 
Dear Father, please blesses our marriage. I don't want to be disobedient to the Mister, but I love that man and he want me to be your wife. Therefore, Mister, please, be with us and don't destroy this day, the day of my marriage. " 
But how many youths are willing to enter in a relationship that, probably, he/she will never give right! 
In II Corinthians 6.14-18, the apostle Paulo gives an extremely important instruction regarding our intimate relationship. He says: 
You don't put in unequal yoke with skeptics; since, what society can have between the justice and the iniquity? What harmony between Christ and the Evil? Or what union of the believer with the skeptic? What connection does have between the sanctuary of God and the idols? Because we are us sanctuaries of the alive God, like him own he/she said: I will inhabit and I will walk among them, I will be your God and they will be my people. Therefore, leave of their middle, separate, he/she says him/it Mister, you don't play in impure things; and I will receive you, I will be your Father, and you will be for me children and daughters, he/she says him/it Mister Almighty ". 
So that we can understand what Paulo was saying, we needed to remind some thing on the Corinthians. The city of Corinth was tremendously sinful as, for instance, the city of San Francisco in California or Rio de Janeiro here in Brazil. They did, besides, it leaves of the adoration in the pagan temple in Corinth, more than 1.000 prostitutes. It was in that city that Paulo and your team nailed the Gospel transformer, and some pagans were transported of the " empire of the darkness for the kingdom of Filho of your love ". it Went to this group that, in your first letter, he wrote: 
" Or don't you know that the unjust ones won't inherit the kingdom of God? You don't make a mistake: nor impure, you idolize, nor adulterers, nor effeminate, nor sodomites, nor thieves, nor robber will inherit the kingdom of God ". (Corinthian I 6.9-10) 
That list describes the people from Corinth. And Paulo still increases: 
" Such you went some of you, but you washed you, but you were sanctified, but justified forts...";. 
 
    He/she/you went to this people that Paulo said in your second letter to the Corinthians: You don't put in unequal yoke. "

Que sociedade...? Que harmonia....? Que União....? Resumo



"Andarão dois juntos? se não houver entre eles acordo?" (Amos 3.3)

Querido Pai, eu quase não posso acreditar que este é o dia do meu casamento, Eu sei que não tenho tido oportunidade de passar muito tempo contigo, com tantos preparativos para este dia. Por favor Pai me perdoe! Também sinto um pouquinho de culpa quando converso contigo sobre isso, desde que Carlos ainda não é crente. Mas, oh Senhor, eu o amo tanto! Que mais posso fazer? Eu não podia desmanchar nosso relacionamento. Oh Senhor, tens que salvá-lo de alguma maneira. Tu sabes o quanto eu tenho orado por ele, também,como temos conversado sobre o Evangelho. Eu tentei não parecer uma religiosa porque não queria assustá-lo. Senhor, ele não é antagonista e eu mesma não entendo porque ele ainda não entregou a sua vida a Ei. Oh Senhor, se ele fosse um crente!

Querido Pai, por favor abençoa nosso casamento. Eu não quero ser desobediente ao Senhor, mas eu amo aquele homem e ele quer que eu seja a sua esposa. Portanto, Senhor, por favor, esteja conosco e não estrague este dia, o dia do meu casamento. "

Mas quantos jovens estão dispostos a entrar num relacionamento que, provavelmente, nunca dará certo!

Em II Coríntios 6.14-18, o apóstolo Paulo dá uma instrução extremamente importante a respeito do nosso relacionamento íntimo. Ele diz:

"Não vos ponhais em jugo desigual com incrédulos; porquanto, que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Que harmonia entre Cristo e o Maligno? Ou que união do crente com o incrédulo? Que ligação há entre o santuário de Deus e os ídolos? Porque nos somos santuários do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles, serei o seu Deus e eles serão o meu povo. Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor, não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso."

Para que possamos entender o que Paulo estava dizendo, precisamos lembrar alguma coisa sobre os Coríntios. A cidade de Corinto era tremendamente pecaminosa como, por exemplo, a cidade de São Francisco na Califórnia ou o Rio de Janeiro aqui no Brasil. Faziam, inclusive, parte da adoração no templo pagão em Corinto, mais de 1.000 prostitutas. Foi nessa cidade que Paulo e sua equipe pregaram o Evangelho transformador, e alguns pagãos foram transportados do "império das trevas para o reino do Filho do seu amor." Foi para este grupo que, na sua primeira carta, ele escreveu:

"Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idolatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem roubadores herdarão o reino de Deus." (I Coríntios 6.9-10)

Essa lista descreve as pessoas de Corinto. E Paulo ainda acrescenta:

"Tais fostes alguns de vós, mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fortes justificados...";.



Foi para esta gente que Paulo disse na sua segunda carta aos Coríntios: "Não vos ponhais em jugo desigual. "
 Jaime Kemp

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Ternura no Casamento

De vez em quando precisamos parar e reviver este momento de ternura no casamento.
É necessário dizer freqüentemente ao seu cônjuge:
" Querido(a), eu agradeço o Senhor Deus, porque ele me deu você. Você é a unica pessoa que pode me completar, que pode suprir totalmente minhas necessidades."