segunda-feira, 17 de maio de 2010

O Temperamento Colérico

O temperamento colérico é encontrado no indivíduo explosivo, vivo, ativo, prático e decidido, que tende a ser auto-suficiente, independente, decisivo e de opinião forte, achando fácil fazer decisões por si mesmo, bem como por outros.
O Sr. Colérico gosta de atividade. De fato, para ele vida é atividade. Não precisa ser estimulado, mas, ao contrário, estimula seu ambiente com as suas idéias, planos e ambições inesgotáveis. A sua contínua atividade não é sem objetivo, visto que tem a mente aguçada e prática, capaz de tomar decisões rápidas e de planejar a longo alcance projetos importantes. Ele não vacila sob a pressão do que os outros pensam. Toma uma posição definida sobre os assuntos e, com freqüência, pode ser encontrado lutando por alguma grande causa social.
O colérico raramente se deixa amedrontar por adversidades; na verdade, tendem por encorajá-lo. Possui uma determinação obstinada e freqüentemente acontece ser bem sucedido onde outros falham, não porque os seus planos sejam melhores, mas porque se mantém impulsionado para a frente, ainda depois de outros terem desanimado e abandonado a luta. Se há alguma verdade no ditado que "líderes nascem e não são feitos", então ele nasceu líder.
A natureza emocional do Sr. Colérico é a parte menos desenvolvida do seu temperamento. Ele não simpatiza facilmente com os outros, e nem mostra ou exprime compaixão natural. Na realidade, sempre se embaraça ou se desgosta com as lágrimas de alguém. Aprecia pouco as belas-artes, pois que o seu primeiro interesse está nos valores utilitários da vida.
Reconhece com facilidade as oportunidades, reagindo da mesma forma ao diagnosticar qual o melhor meio de fazer uso delas. Ainda que tenha a mente bem organizada, os detalhes comumente o aborrecem. Não é dado à análise; ao contrário disso, tende a uma avaliação quase que intuitiva. Por conseguinte, se inclina por olhar fixamente para o objetivo para o qual está ele trabalhando, sem enxergar as possíveis armadilhas e obstáculos no caminho. Uma vez que tenha tomado a direção do seu objetivo, tratará sem consideração a quem postar-se no seu caminho.
Tende a ser dominador, e é constantemente considerado um oportunista.
Muitos dos grandes generais e líderes do mundo têm sido coléricos. São bons administradores, homens dotados de idéias, produtores, ditadores ou criminosos, dependendo do seu modelo de moral. Tal como o Sr. Sangüíneo, o indivíduo colérico é extrovertido, posto que um tanto menos intensamente.
Suas fraquezas usualmente fazem dele uma pessoa difícil de se conviver com ela, pois pode ser de temperamento impulsivo, cruel, impetuoso e auto-suficiente. A pessoa com esse temperamento com freqüência é melhor apreciada por amigos e companheiros do que pelos membros de sua própria família.

Um comentário:

  1. Como minha avó dizia: quem é bom com os da rua e ruim com os de casa

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar meu blog e ler esse artigo.Deixe aqui seu comentário!