segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Quando o amor estiver por um fio. O que fazer? Lições para a MULHER

Para a mulher :

Veja bem. Você pode escolher: 

Respeitar as decisões de seu marido, mesmo que alguns delas não sejam lá muito boas.
Deixar de criticar ou falar mal dele com a sua família, vizinhos ou amigos.
Bons momentos para praticar o sexo, sem pressa, e sem cobranças quando ele a procura.
Ter como meta permanente, viver dentro do orçamento da família.
Estar do lado dele, nos momentos difíceis da vida.
Não interferir quando o seu marido estiver disciplinando ou chamando atenção dos filhos
Não se opor as suas cariciais românticas, antes, durante e depois dos momentos de relação sexual.
Evitar de levantar a voz. Tratar os problemas sem agressões verbais e muito menos físicas.
Nunca mentir. Falar sempre a verdade.
Pedir perdão todas as vezes que errar contra ele.
Evitar de ser uma mulher ciumenta.
Arranjar tempo de qualidade para saírem juntos.
Escolher os melhores momentos para apresentar os problemas caseiros.
Respeitá-lo na sua individualidade
Orar por ele e com ele todos os dias.

Quando ambos procurarem fazer boas escolhas, com certeza as emoções entrarão em cena para tornar o casamento cada vez mais forte, saudável e duradouro.

Lembre-se: Boas decisões, boas escolhas diárias, boas emoções que solidificam o casamento.



*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

domingo, 28 de novembro de 2010

Quando o amor estiver por um fio. O que fazer? Lições para o homem

 Para o homem:

Veja bem. Você pode escolher:

Amar a sua esposa cada dia, dizendo-lhe com sinceridade frases de efeito do tipo:
Eu amo você querida
Você e especial para mim

Não criticar nenhuma parte do seu corpo e nem ressaltar a sua idade.
Ajudá-la sempre que puder nos serviços de casa
Ajudá-la com os filhos: Levando-os a escola; Examinando tarefas; Levando para passear, etc.
Não anti-patizá-la com comparações em relação a outras mulheres
Mandar-lhe esporadicamente flores com declarações amorosas
Respeitar os seus momentos tediosos, principalmente em períodos de menstruação, onde a mulher fica mais nervosa.
Em todo e qualquer lugar ter olhos sempre para ela.
Não interferir quando a sua esposa estiver disciplinando ou chamando atenção dos filhos
Na pratica de relações sexuais ser carinhoso e compreensível para não machucá-la.
Elogiá-la todos os dias
Evitar de levantar a voz e tratar os problemas sem agressões verbais e muito menos físicas.
Nunca mentir. Falar somente a verdade.
Pedir perdão todas as vezes que errar contra ela.
Respeitar a sua individualidade.
Não bancar o marido ciumento, criando situações constrangedoras no relacionamento.
Arranjar tempo de qualidade para saírem juntos.
Orar por ela e com ela todos os dias. 


*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

sábado, 27 de novembro de 2010

Quando o amor estiver por um fio. O que fazer?

O grande desafio na vida de muitos casais e justamente ate que ponto conseguirão no decorrer dos anos quebrarem as rotinas, ou seja os altos e baixos que interferem nos relacionamentos. Para a maioria das pessoas trocar o cônjuge por outro, parece ser a melhor opção uma vez que as possibilidades de se entenderem tornam-se remotas e escassas. O fato e, que trocar de mulher ou de marido, nunca foi e nunca será uma boa opção, visto que com o tempo os mesmos ou outros problemas maiores, darão margens para desentendimentos.

O que fazer então quando o amor estiver dando sinais de esfriamento, colocando em risco a união e o amor do casal?

1.Enfrentar os problemas, de frente, sem rodeios.

Eu particularmente não conheço nenhum casal que não tivesse problemas de relacionamentos. Fatalmente os desentendimentos afetarão mais dias ou menos dias a vida do casal em proporções menores ou maiores dependendo da situação. Fugir do problema ou deixar sempre para depois, como que ignorando o mesmo, pode aumentar o sentimento de impossibilidade de solução. Por isso enfrentar de frente, olho no olho e necessário. Conversar sobre os motivos que os levaram ao desgaste emocional parece ser por demais evidente e apropriado para cada tipo de conflito. 

2.Entender a diferença que existe entre emoções e decisões pode servir de ajuda.

Existem relacionamentos que infelizmente estão alicerçados no emocionalismo. Todas as ações pertinentes, individuais ou coletivas são baseadas somente no estado emocional. E sabemos que não podemos e nem devemos confiar em nossas emoções, porque as mesmas deixam a desejar. Quer ver alguns exemplos: Você lembra da sua época de namoro no tocante ao tempo que vocês gastavam juntos. De fato a prioridade era ficar juntos se curtindo não e mesmo? O que aconteceu depois do casamento, aquele frenesi ainda permanece? Os beijos apaixonados ainda estão em evidencia ou simplesmente com o tempo foram diminuindo ate chegar quem sabe as bitocas ou nem isso. E com relação a pratica do sexo? No inicio do casamento era todo dia, depois 5 vezes por semana, depois 3, 2, 1 vez por semana. E hoje você nem se lembra quando foi a ultima vez?

Mas afinal, o que gera esta disparidade, que muitas vezes nem paramos pra refletir? A parte emocional que todo ser humano tem e que esta em evidencia, as emoções, precisam ser acompanhadas de boas decisões, de boas escolhas. São boas escolhas que geram boas emoções, e não vice-versa. De fato você deve começar o seu dia trabalhando a sua mente na direção destas escolhas. O seu relacionamento conjugal vai melhorar, quando você entender que parte do sucesso do mesmo, esta em como administrar suas emoções em função de boas escolhas. Em outras palavras, a cada dia você escolhe amar sua esposa, seu marido e quando você faz isto confiando em Deus, o emocional estará agindo a favor de vocês e o amor aquecerá novamente se ele estiver a desejar.

*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Mantendo o Relacionamento - Parte II


Para se ter um relacionamento que dure muito tempo é necessário seguir e analisar cada um dos principios abaixo:

O primeiro princípio para o qual quero chamar a sua preciosa atenção chama-se

1. RESPONSABILIDADE

Fica difícil manter um relacionamento de um homem e uma mulher quando este princípio é desconsiderado. Responsabilidade implica em compromisso, aceitação de obrigações que são novas, diferentes e desafiadoras no casamento.

Novas - porque de uma hora para outra, hábitos antigos precisam ser ajustados à nova realidade.

Diferentes - porque é o começo de algo que até então ambos nunca experimentaram.

Desafiadoras - porque a cada dia no casamento vão existir muitos desafios que ambos terão de enfrentar.

O princípio da responsabilidade na realidade não é algo pronto que se leva para o casamento. É um aprendizado constante encarado de um modo sério tanto pelo marido quanto pela esposa. São trocas de informações, de obrigações, de idéias que se traduzem em companheirismo, em diálogo, em entendimento. Ser responsável é algo que precisa ser aprimorado na medida que os anos avançam. Quantos casamentos estão falidos, tudo porque este princípio em algum momento no relacionamento foi violado.

Eu creio que muitos já começam uma vida a dois desconhecendo o principio da responsabilidade. O problema do sexo antes do casamento é um forte exemplo, quando ambos com suas irresponsabilidades não enxergam o futuro e as suas ciladas. Hoje é tremendamente comum vermos pais educando seus netos. Tudo porque o princípio da responsabilidade foi desconsiderado por seus filhos.

Os jovens hoje não pensam muito em se estabilizarem financeiramente antes de assumir um relacionamento mais sério que é o casamento. No afã das emoções e paixões carnais se entregam e sofrem com o passar dos anos fazendo com que o relacionamento que deveria ser prazeroso se torne com o tempo em fracasso, em separação. A responsabilidade é um aspecto que precisa ser levado a sério antes e durante os anos de vida conjugal.

O Segundo princípio que eu quero destacar é o princípio da:

II. FIDELIDADE

Fidelidade é outro aspecto importantíssimo em um relacionamento a dois. Têm tudo a ver com cumplicidade, ou o respeito que ambos devem nutrir ao longo dos anos. Sem dúvida um dos maiores motivos para o divórcio é a falta de fidelidade. Para um vida a dois ser bem sucedida este princípio precisa ser cultivado à partir de pequenas coisas, pequenos detalhes, tais como a constante apreciação pelo cônjuge, a demonstração de carinho, de afeto. Na realidade é um constante vigiar para se manter integro, correto, autêntico. Reconhecer que o presente que Deus lhe deu que foi a (o) sua (seu) amada (o) deve ser valorizada (a) respeitada (o). Esta pessoa é parte de você. É parte de sua carne e não deve ser tratada (o) com desdém.

Fidelidade é manter-se na linha, nos trilhos da vida. É ser transparente, comedido em suas ações. Mesmo nos pensamentos, a lascívia, a imoralidade precisa ser atacada de frente com a ajuda de Deus. O respeito de um para com o outro deve ser cultivado. Os filhos devem crescer neste ambiente de paz onde podem aprender pelo exemplo genuíno de seus pais e com isto serem pessoas maduras e seguras no seu proceder futuro na área sentimental.

O terceiro e último aspecto que eu gostaria de destacar, é o:

III. AMOR

O amor é tudo em um relacionamento. Quem ama se dá.Quem ama perdoa. Quem ama pede perdão. É Cortez, é gentil. O amor é abrangente. Ele é capaz de integrar, de unir, de envolver, de resolver muitas questões de situações de conflito. Quando se ama se respeita. Quando se ama se é fiel, responsável. Em uma época onde a palavra de ordem é a globalização, eis aí a extensão e o fascino do amor. Só o genuíno amor pode fazer com que a durabilidade exista de fato em uma família.

Só o amor pode enfrentar os maiores problemas, os maiores obstáculos que a vida nos apresenta. Sem ele não se respira, não se move neste mundo. Não se vive. Eu não me refiro somente a um amor paixão que está ligado constantemente a sexo. Estou me referindo a um amor de envolvimento, a um amor de amizade, de companheirismo, de compartilhamento. É um amor que sofre com o outro, que aprende com o outro. É o amor que se deixa conquistar, que não é vulnerável, que é permanente, que é bom e saudável.

Portanto aí estão três princípios que se forem praticados no dia a dia no relacionamento conjugal fará diferença na soma dos anos. Agora não podemos nos esquecer que estas conquistas destes desafios que temos concernentes a responsabilidade, a fidelidade e ao amor, só terá validade, só terá o selo de qualidade se forem administrados por Deus diretamente. Deus é amor, é responsável e fiel. São alguns dos seus mais notáveis atributos. Somos a xerox de Deus. Somos a essência de Deus. Somos feitos a sua imagem e semelhança e fomos criados para vivermos exclusivamente para a sua glória e louvor. O que eu estou querendo dizer e passar pra você é que se o seu casamento não for fundamentado, alicerçado em Deus, dificilmente ele poderá subsistir.

Deus precisa ser parte integrante dos relacionamentos. Uma família onde Deus não é Senhor, cada componente do mesmo estará em constante perigo, sem nenhuma proteção Espiritual. Serão pessoas egoístas, sem comprometimento com o genuíno amor, com comportamentos e hábitos duvidosos.

Amado (a) internauta. Você quer ter um relacionamento estável e duradouro em seu casamento? Pense um pouco e reflita:

Esses princípios que destacamos hoje estão presentes diariamente em sua família?
Deus é o principal motivador em seu lar?
Você o tem convidado para fazer parte de suas vida?
Você teria respostas coerentes a estas perguntas?


Lembre-se: Nunca é tarde para colocar estes princípios em evidência em sua vida. Você pode começar a partir de hoje a desenvolver o seu relacionamento conjugal através de suas ações, pensamentos, através do diálogo praticando a responsabilidade, a fidelidade e o amor. Deus, neste dia está presente para abençoá-la (o) e ensiná-la (o) na medida que você o convidar para ser Senhor de sua vida.

Deus os abençoe tremendamente a sua vida em família...

Pr.Nélson R. Gouvêa.



*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Mantendo o Relacionamento - Parte I

 Amós 3:3 - "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo"?

Eclesiastes 4:9ª - "Melhor é serem dois do que um...".




Algum tempo atrás assisti uma reportagem pela tv onde o foco maior foi o relacionamento de casais que conseguiram vencer a barreira do tempo e se sentiam felizes por ainda estarem casados. Estes casais estavam felizes e se sentido abençoados por Deus justamente numa época em que o divórcio está tanto em evidência.

Será que existem alguns métodos ou princípios que ao aplicá-los em uma vida a dois podem fazer com que este relacionamento tenha durabilidade, tenha consistência e dinamismo? Eu creio que sim. Existem com certeza muitos princípios que quando levados a sério numa relação podem dar dividendos satisfatórios e prazerosos por dentro do casamento. Nesta oportunidade eu quero destacar apenas três, destes princípios para a manutenção da instituição criada por Deus chamada casamento.

*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A Santidade do Sexo

 O ato conjugal é essa bela relação intima de que partilham MARIDO E MULHER, e ela é sagrada.
 Na verdade, Deus determinou para eles esse relacionamento.
 Prova disso é o fato de que Deus tenha apresentado esta experiência sagrada em seu primeiro mandamento para o homem: "Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra". (Gn. 1.28). 
Esse encargo foi dado ao homem antes de o pecado entrar no mundo; portanto, o sexo e a reprodução foram ordenados por Deus, e o homem experimentou-o ainda quando se achava em seu estado original de inocência.
 Isso inclui o forte e belo impuls sexual, que marido e mulher sentem um pelo outro. Sem duvida, Adão e Eva o sentiram no Jardim do Éden, como fora a intenção e Deus, embora não haja um registro ou prova escrita de que tal tenha acontecido, mas é razoavel supormos que Adão e Eva tenham tido relações sexuais antes de o pecado entrar no Jardim. (ver Genêsis 2.25).
 A idéia de que Deus criou orgãos sexuais para o nosso prazer parece surprender algumas pessoas. Mas Deus criou todas as partes  do corpo humano. E não criou algumas boas eoutras más; ele criou todas boas, pois quando terminou a obra da criação, ele olhou para tudo e disse: " Viu Deus tudo o que fizera, e eis que era muito bom." (Gn. 1.31). E outra vez lembramos que isso ocorreu antes de o pecado macular a perfeição do Paraíso.
 Creio que muitos dos que estão lendo esse artigo, tem escondido em algum canto de sua mente, a ideia de que há algo errado com o ato sexual, é assunto dificil de ser abordado, e iso tem lançdo dúvidas sobre a beleza desse tão necessário aspecto da vida conjugal; mas a distorção dos designios de Deus, feita pelo homem, é sempre posta a descoberto, quando recorremos às Escrituras.

Leia:
  • Genêsis 1.28;
  • Mt 19.5 "E serão os dois uma só carne."
  • Hb 13.4 "Digno de honra entre todos seja o matrimonio, bem como o leito sem mácula."
 Nada poderia ser mais claro do que esta declaração.
 Qualquer pessoa que sugerir que pode haver algo de errado com o ato sexual entre MARIDO E MULHER simplesmente não entende as Escrituras. O autor do Livro aos Hebreus pderia ter afirmado apenas: " Digno de honra entre todos seja o matrimonio", o que já teria sido suficiente. Mas, para ter a certeza de que todos entendesse bem o que queria dizer, ampliou a mensagem com a declaração: " bem como o leito sem mácula". Ele é "sem MÁCULA" porque constitui uma experiência SAGRADA.

*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Somente Deus pode realizar mudanças permanentes em nós

Só Deus pode nos transformar.
Enquanto você ora por seu conjugê, Deus realiza uma mudança em você.
O que realmente precisamos é sentir o desejo de dizer: 
" Senhor reconheço que estou longe de ser uma pessoa perfeita, e necessito passar por uma transformação, para ser mais semelhante a ti. Não posso realizar mudanças permanente em mim, mas tu podes. Senhor, transforma-me na pessoa que planejaste para mim e mostra-me o que necessito fazer. Eu te louvo e te agradeço a transformação que já estas operando em mim".

Só Deus pode:
1. Conscientizar alguém de que NECESSITA mudar.
2. Ajudar alguém a entender que TEM DE mudar.
3. Incentivar alguém a QUERER mudar.
4. Mostrar a alguém COMO mudar.
5. Capacitar alguém a REALIZAR a mudança.

Se você quer mudar algumas coisas em sua vida e não sabe como. ENTÃO PEÇA A DEUS PARA QUE ELE VENHA TE TRANSFORMAR, e que essas mudanças venham a ser permanentes em você, e com certeza você será ALGUÉM MELHOR. 

*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

domingo, 21 de novembro de 2010

O casamento cria a oportunidade perfeita para mudar


Se você é casado ou casada, sabe que precisa melhorar seu modo de ser. 
É sinal de orgulho e egoismo alguém se casar achando-se tão perfeito a ponto de não necessitar de mudança alguma.
Todos nós precisamos mudar sempre e de várias maneiras, alguns mais do que outros, mas Deus começará com quem estiver disposto a mudar.

E a boa notícia é que as bençãos de Deus estão dirigidas em primeiro lugar a essas pessoas.
Lembre-se que você e seu marido ou sua esposa podem ser mudados.
Deus espera seu CONVITE para fazer isso.

O CASAMENTO SEMPRE INSPIRA MUDANÇAS....
DE HÁBITOS E ATITUDES!





*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*

sábado, 20 de novembro de 2010

TODOS PRECISAM MUDAR

 Existem perspectivas de Deus para cada um de nós.
Todos precisam mudar. Deus diz isso. Na verdade, Deus deseja que mudemos de vida para sermos mais semelhantes a ele. E esse é um projeto sem fim, porque todos nós pecamos e estamos destituidos da glória de Deus.
Precisamos nos submeter a ele sempre, sem pensar que somos bons demais para não precisar de mudanças. Deus trabalha ativamente para mudar as pessoas. É por isso que sempre existe esperança, por meio de orações e do poder do Espirito Santo.
Você pode mudar.  Todos nós podemos mudar. Não dê ouvidos a quem diz o contratio.
Dizem que as pessoas não conseguem mudar. A verdade é que elas não querem mudar. Ou talvez não queiram se  esforçar para que isso aconteça. Ou não querem se esforçar para fazer algo diferente do que sempre fizeram.
Ou não se interessam em perguntar a Deus quais e que mudanças ele gostaria de promover nelas essas mudança.
Ou talvez já estejam plenamente felizes consigo mesmas e acham que não precisam mudar. Não se dão conta de que todos ao redor delas mudam.

Vamos saber porque as pessoas não mudam seu jeito, atitudes e carater:
1. NÃO PERCEBEM QUE PRECISAM MUDAR.
2. NÃO ACREDITAM QUE PRECISAM MUDAR.
3. NÃO QUEREM MUDAR.
4. NÃO SABEM COMO MUDAR.
5. NÃO SE SENTEM CAPAZES DE MUDAR.

Precisamos analisar e ver que tudo a nossa vontade esta em constante transformação, vamos nos renovar, sair da mesmisse.

Abraços Fraternos!
M. Silva


*S2* "Estou convencido de que aquele que começou a boa obra em vocês, vai completa-la até o dia de cristo Jesus." (Filipenses 1:6) *S2*